Experiência Somática (SE)

Há dois tipos de traumas os imediatos e os traumas de desenvolvimento. Trauma tem Cura.

Os traumas imediatos acontecem em eventos em que a experiência é forte demais, acontece rápido demais ou grande demais.

Os traumas de desenvolvimento se dão ao longo de um determinado período de tempo, experiências que se repetem.

Eles podem ser decorrentes do que chamamos ataques inescapáveis externos, como violências de toda ordem, acidentes, quedas, tiroteios, entre outros ou de ataques inescapáveis internos, tais como anestesias, cirurgias, intoxicações, etc.

Podem ainda ser decorrentes de desastres, incêndios, terremotos, maremotos, tsunamis e acometem uma coletividade em diferentes graus a depender de sua relação com o evento traumático.

De toda sorte, as experiências traumáticas deixam resíduos no corpo, obstruindo o bom funcionamento do sistema nervoso autônomo (SNA).

São sintomas de trauma, entre outros:

  • Dificuldade de controlar suas emoções;
  • Baixa capacidade de concentração, dissociação ou amnésia;
  • Sintomas físicos sem causa orgânica, tais como enxaqueca, síndrome do cólon irritável, vertigens, etc;
  • Insônia, irritabilidade e pesadelos;
  • Evitação de ambientes, pessoas ou situações;
  • Hipervigilância ou estado permanente de alerta;
  • Pensamento obssessivo;
  • Perda da esperança ou do sentido na vida;
  • Dificuldade de relacionar-se

Trauma tem cura por meio das práticas de Experiência Somática, método criado pelo dr. Peter Levine. Agende uma sessão.

pt_BRPortuguese (Brazil)
pt_BRPortuguese (Brazil)